Latência na gravação da música

Se você gosta de fazer gravações de músicas na sua casa, ou até mesmo se você está começando a trabalhar com produção musical, em algum momento irá dar de cara com o termo “latência”. Mas afinal, o que é latência?

Se você assistiu ao meu vídeo “COMO GRAVAR MÚSICAS EM CASA”, você reparou que eu realizei 04 trilhas na gravação, gravando primeiro o violão base, logo depois gravando o violão solo, depois a voz e por último o backing vocal.

CLIQUE AQUI PARA ASSISTIR AO VÍDEO COMPLETO

Olha só! A partir de agora você pode aprender a tocar e/ou cantar sem sair da sua casa, no melhor horário que você tiver disponível. Clique aqui nesse link e veja como fazer sua inscrição.

Assim que eu terminava de gravar uma trilha da gravação, eu já começava a outra (e já passava a escutar o que havia acabado de gravar). Isso foi possível porque eu utilizo uma interface de áudio que me proporciona uma latência extremamente baixa. Ou seja, não há atraso no áudio. Se a latência da placa fosse alta, quando eu gravei o “violão solo”, poderíamos notar uma diferença de tempo na gravação, se comparado ao “violão base” e assim por diante. Esse é o principal fator que faz muitas pessoas desistirem de gravar em casa, porque às vezes acabam iniciando os testes com uma placa de áudio nativa do computador e não possuem conhecimento sobre isso.

É importante ressaltar que existem dois tipos de latência, sendo essas nomeadas como “latência de entrada” e “latência de saída”. A latência de entrada é o tempo entre o recebimento de um sinal de áudio pela entrada do dispositivo (como por exemplo o microfone). A latência de saída é o tempo de geração de uma amostra de áudio por um dispositivo.

Ok, já entendi o que é a latência. Mas, nesse caso, como faço para eliminá-la?

Se você utiliza uma placa de som onboard, você pode utilizar um simulador do driver ASIO, que no caso é o ASIO4LL. Esse driver diminui o atraso do áudio que ocorre nessas placas.

Caso queira adquirir uma placa de som, já opte por uma interface que possui o driver ASIO (a maioria das interfaces hoje em dia já possuem). Através dessas placas você provavelmente não terá mais problemas com latência. É importante ressaltar que as interfaces permitem que você controle a latência específica em que ela trabalha. O ideal é deixar 256 mb quando estiver realizando gravações e acima de 512 mb quando estiver realizando mixagens. Se você deixar a latência no mais baixo possível, isso possivelmente poderá ocasionar problemas na gravação devido a “clipagens” do som.

E aí, o que achou desse conteúdo? Conseguiu entender o que é a latência? Comente aqui embaixo a sua opinião. Aproveite e envie essa matéria para seus amigos também!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close